sábado, 1 de novembro de 2008

Que loucura!

"Que loucura!", dizia eu, "que loucura!" Mas era exatamente disso que eu precisava. Algo para alterar minha rotina pacata e tosca, algo que me fizesse mudar. Confesso, era necessário. Sentia-me extremamente feliz. Não o tempo inteiro, mas feliz.
E era uma vida anterior confortável querendo me puxar de volta e estas estranhas novas emoções me dizendo pra ficar. Era um mundo novo que me fascinava, me envolvia. Estes dois extremos se bateram muitas vezes e sempre traziam atritos. Essa loucura era mesmo o que eu precisava.
Claro que este tempo acabou. Mas, não voltei a ser a mesma pessoa de antes. Ficaram marcas que mudaram minha vida, meus conceitos, meus sonhos. Mesmo as coisas penosas me fizeram crescer (como devem fazer). Agora, com certeza vivo melhor, tentando ter mais loucura.
Quem sabe é disso que eu preciso outra vez. Mas, agora, de uma loucura pensada. Será que podemos conversar sobre esta nova loucura?

2 comentários:

..: Guilherme Kamui :.. disse...

Amo loucuras.
Principalmente dessas ai!

^^

Carol disse...

O criminoso sempre volta o local do crime...