domingo, 31 de julho de 2011

Semana Mario Quintana

VI

Na minha rua há um menininho doente.
Enquanto os outros partem para a escola,
Junto à janela, sonhadoramente,
Ele ouve o Sapateiro bater sola.

Ouve também o carpinteiro, em frente,
Que uma canção napolitana engrola.
E pouco a pouco, gradativamente,
O sofrimento que ele tem se evola...

Mas nesta rua há um operário triste:
Não canta nada na manhã sonora
E o menino nem sonha que ele existe.

Ele trabalha silenciosamente...
E está compondo este soneto agora,
Pra alminha boa do meninO doente...

Mario Quintana

4 comentários:

Diego Elias disse...

Gostei deste poema, nunca havia lido, parabéns pelo blog, nos transparece cultura.
Virei seu seguidor, quero ler mais o seu blog

Diego Elias
http://portifoliogradfisica.blogspot.com

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Oi Raquel,
Mario Quintana é maravilhoso
e sempre oportuno.
Boa semana pra vc
Beijo

maires agda mesquita disse...

revenda de hospedagem de sites

maires agda mesquita disse...

segurança eletrônica