segunda-feira, 19 de maio de 2008

Pracas do meu Braziu


Já recebi muitos e-mails com “pracas do Braziu”. Quem nunca viu, pode entrar no Google e procurar que certamente vai encontrar muitos exemplares destas placas espalhadas pelo nosso país. Eu olho para estas placas e vejo como nosso povo é ignorante. O pior é que estas placas não estão apenas nos estabelecimentos mais humildes, estão em qualquer lugar. É certo que a maior incidência é em locais pobres, mas têm grandes redes de lojas onde se podem encontrar, além de produtos, erros de português. Espero que sejam apenas erros de digitação.
Daí, já podemos adivinhar algumas coisas das pessoas. Quando eu vejo uma “praca do Braziu” já imagino que o estabelecimento seja humilde, venda coisas baratas e tenha pouca preocupação com higiene. Não quer dizer que seja verdade e pode até ser preconceito da minha parte, mas é o que me parece. Quero dizer, me transmite um nível de cultura mais baixo.
Mas, a gente até entende um erro de português de um lugar assim. O que eu não entendo, é como uma pessoa entra numa faculdade cometendo erros primários de português. Não entendo como uma pessoa pode concluir o Ensino Médio com uma escrita tão precária. Já vi textos de colegas da faculdade que continham erros de pontuação, acentuação, concordância, além de frases sem final e palavras inventadas. Tudo num texto só! Nem preciso dizer que a idéia central do texto era ruim também. O que eu vou pensar de uma pessoa assim? Eu sei que pode ser preconceito meu, mas considero uma pessoa ignorante. Não estou falando de cometer um deslize na acentuação de uma palavra ou algo assim. Estou falando de não se fazer entender através de um texto.
Não quero culpar ou condenar a internet, mas é um meio informal, onde se admitem erros. Só que temos que saber separar uma coisa da outra. Eu mesma fico mal acostumada quando uso demais o MSN. Não exijo que as pessoas com quem eu converso escrevam tudo corretamente, mas às vezes eu não consigo entender o que a pessoa quer dizer. Como vou responder?
Porém, o problema maior não é este, afinal, somente uma pequena parte da população tem acesso à internet. O grande problema é o sistema educacional. Existem crianças cursando a 4ª série sem conseguir entender o que lêem ou sem saber ler direito. Ler e escrever se aprende, teoricamente, na 1ª série! Se isso não é corrigido logo no início, depois tem gente entrando na faculdade sem saber escrever um texto direito. Muito me admira conseguirem passar no vestibular.
De cada quatro brasileiros, apenas um entende o que lê. Isto é triste. Isto é muito triste. Eu imagino que uma pessoa que não entende o que lê tem uma dificuldade incrível para aprender alguma coisa, para progredir.
É preciso melhorar o ensino básico. É preciso educar a população. Eu não sei como. Sei apenas que é necessário.

Um comentário:

Michi Martins disse...

O pior de tudo é que tudo isso que tu disse é verdade, e ninguém faz nada para mudar. O que acaba ocorrendo é que se formam milhares de profissionais mal qualificados, sendo que muitas vezes iremos precisar deles.
Bom, é isso.
Bjs, Michelle.