segunda-feira, 20 de julho de 2009

Fazendo jus ao post anterior, venho escrever aqui mais de uma semana depois. Tenho duas boas desculpas desta vez (e pode ser que alguém acredite que são boas desculpas): uma casa lotada e uma gripe forte. Mas, o que eu tinha vindo escrever aqui mesmo?
Ah! Sim! Vim deixar este vídeo muito louco. É uma experimentação das palavras, cores, efeitos, música.

video

Daí, eu pensei que a letra da música "Bem leve", da Marisa Monte, também é uma experimentação da fonética das palavras. Olha só:

Bem leve leve, releve,
Quem pouse a pele em cima de madeira
Beira beira, quem dera, mera mera, cadeira
Mas breve breve, revele
Vele, vele quem pese, dos pés à caveira
Dali da beira uma palavra cai no chão, caixão
Dessa maneira,
Uma palavra de madeira em cada mão,
Imbuia, Cerejeira

Bem leve leve, releve,
Quem pouse a pele em cima de madeira
Beira beira, quem dera, mera mera, cadeira
Mas breve breve, revele
Vele vele quem pese dos pés à caveira

Jacarandá, Peroba, Pinho, Jatobá, Cabreúva, Garapera

Uma palavra de madeira cai no chão
Caixão, dessa maneira

Nenhum comentário: